Neste Blog, o Dr. Paulo Branco irá publicar matérias sobre as suas especialidades, além de responder duvidas e interagir com seus leitores e pacientes.

Fique sempre atualizado para saber das melhores e mais inovadoras técnicas para desenvolver seu bem estar e qualidade de vida.

Envie suas dúvidas e perguntas para: paulobrancoprocto@gmail.com




Algumas amigas e pacientes do Dr. Paulo Branco que inspiraram ele a fazer esse Blog.

Youtube - Dr. Paulo Branco

Youtube - Série especial de vídeos

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Obesidade: Tratamento com o Balao gastrico


Obesidade: Tratamento com o Balão Intragástrico
Medico:  Dr Paulo Branco
www.medicinaintegrada.med.br
IMC. Calcule o seu e me envie.

Obesidade:
É conceituada pelo aumento de 15% do peso normal, consequente ao acumulo de gordura corporal.
Estima-se que a prevalência da obesidade na população brasileira acima de 20 anos esteja em 49% dos quais 3% a 5% são obesos mórbidos o que corresponde a 5,9% dos homens. A obesidade é considerada como a epidemia do século XX1, sendo consequente na maioria das vezes a associação entre um estilo de vida moderno com uma alimentação errada  e ao sedentarismo. É uma afecção crônica grave que poderá diminuir a longevidade pelo seu envolvimento  na causa do diabetes, hipertensão arterial, derrames, doenças cardiorrespiratórias, esteatose hepática ( gordura no fígado) e mesmo alguns tipos de câncer. A obesidade passa a ser um fator de risco controlável ou mesmo profilático para que estas doenças sejam adquiridas.  

Constituição:
É uma prótese de silicone de formato cilíndrico que uma vez colocado no interior do estomago deverá ser preenchida com soro fisiológico e azul de metileno em volumes que dependeram do tamanho do estomago  do paciente  sendo por essa razão um método de tratamento da obesidade chamado de restritivo para a determinação da perda de peso, isto é o paciente tem a sensação de saciedade precoce e come menos. O azul de metileno tem a finalidade de indicar para o paciente e medico se houver algum vazamento no balão, detectável pela urina de cor azul.

Indicação:

IMC:
O índice de massa corpórea é o método mais usado para diagnosticar, classificar e no acompanhamento do paciente durante o tratamento com o balão.

Calculo:
IMC: Peso/ Altura 2

Calcule o seu:
Inferior a 18,5: Atenção, Riscos de contrair doenças associadas ao baixo peso como infecções.
De 19 a 24:  Pode ser considerado o mais saudável.
De 25 a 29,5%: Cogite perder um pouco de peso.
>30: São consideradas obesas e há uma incidência maior de doenças.
Entre 30 a 35: Obesidade grau I
Entre 35 a 40: Obesidade grau II
Acima de 40: E considerada obesidade mórbida.

Indicações clinicas:
Pacientes que já realizaram tratamento clinico a mais de três anos sem o resultado esperado.
Pacientes que não querem ser operados.
Insucesso no tratamento medicamentoso de doenças consequentes a obesidade, como o diabetes.
Pacientes que não podem tomar medicamentos para o tratamento da obesidade.
Pacientes que precisam perder peso para realizar tratamentos cirúrgicos ou mesmo estético  como a lipoaspiração
Lipoaspiração ou mesmo a dermolipectomia  já foram feitas em alguns pacientes que perderam peso com o balão.

Contra-indicações:
Dependentes de álcool e drogas
Uso crônico de anticoagulantes
Cirrose hepática
SIDA
Bulimia
Ulcera no estomago ou duodeno
Pacientes que realizaram cirurgia para retirada de parte do estômago

Técnica:
Passagem:
O balão devera ser passado em local devidamente equipado e por endoscopista experiente no diagnostico de doenças digestivas ( Gastrite, ulcera e hérnia do hiato ) e na passagem do balão.  Após sedação o balão é introduzido vazio, por via oral, guiado pelo endoscópio até o estomago  onde será insuflado e posicionado em local adequado. A alta do paciente ocorrerá cerca de duas horas após o procedimento.

Retirada:
A retirada deverá ser feita usualmente seis meses após a passagem que é o tempo de viabilidade do balão.  


Acompanhamento após a passagem:
Medico:
Na primeira semana os pacientes apresentam dor, náuseas, vômitos que geralmente são bem controlados por medicamentos adequados. Na primeira semana principalmente pela intensidade dos sintomas eu combino de me comunicar diariamente com os pacientes.  

Medicamentos associados:
Muitos pacientes são muito ansiosos e não passam o dia sem aquele chocolate, para estes casos o medico poderá associar medicamentos que elevem a Serotonina  cuja deficiência é responsável pela vontade de comer doces.

Nutricional:
O papel da nutricionista é de grande importância, principalmente no primeiro mês que será o de adaptação do paciente a nova orientação nutricional de baixa caloria. Uma reeducação alimentar fracionada e balanceada será o objetivo a ser alcançado ao longo dos seis meses.

Atividade Física:
Deveram começar com 15 dias após a passagem do balão e serão proibidos esportes radicais ou que determinem traumas locais quando da permanência do balão.

Emagrecimento:
Engordar ou emagrecer é um programa que está no cérebro. Pode-se aprender a ser magro de dentro para fora. Não adianta querer emagrecer, por qualquer modalidade de tratamento, se a sua cabeça permanecer gorda. Além do mais, para se perder alguma coisa é preciso ter consciência que a possui. Dai aceitar o seu corpo com as dimensões que possam ser alcançadas.


Resultados:
Sucesso:
Se a perda media de peso em 6 meses for de 15 a 25KG.
IMC:
Se a diminuição foi de 5 pontos.

Insucesso:
Alguns consideram os pacientes que perderam menos de 10Kg.

















Nenhum comentário:

Postar um comentário